Make your own free website on Tripod.com

Circuitos utilizados pela Fórmula-1

Autódromo de Interlagos
Home

interlagos.jpg

O Autódromo de Interlagos (cujo nome oficial é Autódromo José Caros Pace) está localizado no bairro de Interlagos na cidade de São Paulo, Brasil. Foi inaugurado em 12 de Maio de 1940 após pouco mais de um ano de construção.

O nome tradicional do circuito vem do fato que ele foi construído em uma região entre dois lagos artificiais, Guarapiranga e Billings, que foram construídos no começo do século XX para suprir a cidade com água e energia elétrica. No começo dos anos 70 foi renomeado para homenagear o então recém falecido piloto de Fórmula 1 José Carlos Pace. Anexo a sua construção, há um Kartódromo, o Kartódromo Municipal Ayrton Senna.

O circuito é um dos poucos circuitos de automobilismo fora dos Estados Unidos a ter sentido anti-horário.

Nesse autódromo são realizadas as principais competições de Automobilismo do Brasil. É conhecido internacionalmente por sediar a etapa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, atualmente sendo o único de toda a América Latina no calendário do campeonato.

Também é utilizado, por vezes, para outros tipos de eventos, como shows, festivais ou Raves.

No dia 17 de outubro de 2007 o então governador José Serra inaugurou a estação Autódromo da Linha C da CPTM. A estação,que fez parte dos planos de extensão da linha, localiza-se a 600 metros do portão do Setor G do autódromo.

No fim dos anos 20, o engenheiro britânico Luiz Romero Sanson idealizou uma região de lazer entre as represas Billings e Guarapiranga, sendo que sua filha escolheu o nome Interlagos para o local. Em abril de 1939, com o autódromo ainda em obras, um grupo de pilotos liderado por Manoel de Teffé deu as primeiras voltas na pista. um ano após houve a grande inauguração no dia 12 de Maio de 1940, o autódromo abriu suas portas. Neste dia o autódromo recebeu 15 mil pessoas para o Grande Prêmio São Paulo. O vencedor foi o piloto Artur Nascimento Júnior, que percorreu 25 voltas da prova no tempo de 1 hora, 46 minutos e 44 segundos.

Fechado para reformas em 1967, só foi reaberto em 1º de Março de 1970, para a realização de uma prova do campeonato internacional de Fórmula Ford. Em 1971, o autódromo passou novamente por reformas para abrigar no ano seguinte, pela primeira vez, um Grande Prêmio de Fórmula 1. Em 1972 houve o primeiro Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 válido pelo campeonato mundial de equipes e pilotos. Até 1980 o autódromo recebeu o Grande Prêmio sucessivamente, com exceção de 1978 que foi no Autódromo de Jacarepaguá. De 1981 a 1989 o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 foi realizado no Rio de Janeiro em Jacarepaguá.

Em 1989, a Prefeitura de São Paulo, com o apoio da Confederação Brasileira de Automobilismo, iniciou negociações para trazer de volta a Interlagos o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 que havia sido transferido para Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Iniciou-se, assim, uma grande reforma que mudaria completamente o traçado do velho Interlagos, e em 1990 voltou para São Paulo onde continua até o presente, e sendo realizado sucessivamente.

No ano de 2007, o autódromo foi fechado por quatro meses para ser trocado todo o asfalto do circuito, além da construção de mais uma arquibancada na reta dos boxes e alteração da entrada dos boxes.

Curvas:

  • Curvas 1 e 2 – Estas curvas do traçado original ficaram com sua identificação por números , mas dizia-se que ela separava os meninos dos homens , pois os homens contornavam a 1 e 2 de `` pé embaixo ``, ainda mais sabendo-se que nas áreas de escape das curvas haviam enormes eucaliptos que literalmente abraçavam os carros que saiam da pista.
  • Curva 3 – Curva de alta velocidade que determinava o ritmo da 1º parte do miolo de Interlagos.
  • Curva do sol – Passou a ter esse nome pois toda vez que se entrava nela o sol atrapalhava a visão do piloto. Esta situação já não ocorre devido a mudança no sentido da corrida, agora anti-horário, mas o nome foi mantido.
  • Curva do Sargento - Este nome foi atribuído devido a um sargento da força pública que estava de serviço no dia de um evento e que, entuasiasmado com a corrida, entrou na pista com a sua viatura e ao chegar nesta curva perdeu o controle do carro e rodou. Ele tentou mais uma vez, acontecendo novamente o "acidente". Após isso a curva foi batizada como a "Curva do Sargento".
  • Curva do laranja - Devido a dificuldade em contornar a curva por falta de visão total, os pilotos inexperientes, que nas corridas são tratados por laranjas, sempre erram a sua tangência.
  • Curva da ferradura – Tem esse nome por ter um formato muito parecido com o de uma ferradura.
  • Curva do pinheirinho - Por haver um pinheiro na área de escape da curva, que era sempre atingido quando um piloto perdia o controle do carro e saía da pista, foi dado este nome à curva.
  • Curva bico de pato - Uma curva muito fechada que tem a forma de um bico de um pato.
  • Curva da junção - No antigo traçado esta curva ligava o circuito externo ao miolo da pista, atualmente é a junção da parte mista da pista com a subida dos boxes.
  • Curva "S" do Senna - Durante a reforma que mudou completamente o traçado de Interlagos, o piloto Ayrton Senna propôs que fosse feito um S ligando a reta dos boxes à curva do sol, melhorando o traçado que estava proposto.
  • Mergulho - Curva que antecede a junção. Esta curva além de ter uma difícil visão, apresenta queda para o lado de fora da pista.
  • Café - Curva que antecede a entrada dos boxes, leva o nome devido à sua pequena angulação.

Coordenadas: 23º 42' S, 46º 41' W.